Posts filed under ‘Alimentação Saudável’

Leptina – Hormônio do emagrecimento x Intestino

   A ciência e as pesquisas médicas têm demonstrado através de estudos recentes a importância do sistema gastrointestinal e mais especificamente do intestino, para a manutenção da saúde e do bem estar. O intestino passou a ser reconhecido como um ”órgão inteligente” por sua capacidade de selecionar entre o que comemos, o que nos é ou não útil, e por ser o único órgão do corpo humano capaz de executar funções independentemente do Sistema Nervoso Central, chegando a ser recentemente denominado por especialistas como um ”segundo cérebro”. 80% do nosso potencial imunológico esta presente neste órgão, como também o hormônio de crescimento que combate os sintomas do envelhecimento.

Alguns hormônios secretados pelo eixo cérebro intestinal, podendo citar a colecistoquina , a leptina e polipeptídio Y, são poderosos agentes de saciedade, conseqüentemente bloqueando a obesidade. A leptina é responsável pela magreza, promovendo menor ingestão alimentar e incrementando o metabolismo energético e regulando o metabolismo de glicose e de gorduras. A leptina também é formada no epitélio intestinal, isto poderia explicar porque as mulheres com problemas intestinais e diminuição da leptina, têm mais obesidade.

Carina Tafas

Nutricionista Funcional e Personal Diet

dezembro 9, 2009 at 2:28 am Deixe um comentário

Stress demais engorda.

Controlar e saber administrar as tensões do dia-a-dia, ajudam a manter as células de gordura sob controle.

 * Carina Tafas

dicas-para-nao-ficar-estressado-no-transito[1]A população sofre hoje em dia de um “distúrbio” conhecido popularmente como stress. Este grande vilão, que atinge 70% da população brasileira, está causando sérios problemas de saúde, pois mexe com nosso organismo muito mais do que se pensa.

 Os prejuízos do stress à saúde, vão além das atitudes agressivas, de “arrancar” os cabelos com a empregada, de brigar por coisas banais, xingar o marido por causa do futebol, acordar de mau humor, etc. O stresse pode trazer prejuízos também, para as pessoas que brigam com a balança.

 O problema, é que durante o período do stress produzimos hormônios que arruínam nossos esforços em manter-nos na linha. Um dos hormônios, o cortisol, que é o grande responsável pela oscilação da balança, desperta a fome e a vontade incontrolável de comer doces. Ele interfere nas substâncias produzidas no organismo para controlar o apetite (grelina) e a saciedade (leptina).

 Um ou dois dias de tensão não faria mal a ninguém, porém, é cada vez mais comum depararmos com pessoas que vivem a flor da pele em casa, pisando em ovos no trabalho, enfrentando trânsitos de mais de 2 ou 3 horas todos os dias, enfim, enfrentando situações stressante diariamente.

 Com isso, este aumento da produção do cortisol, vai provocando o acúmulo de gordura do tipo mais perigoso, a que se concentra na barriga, aumentando a hipertensão, diabetes, infartos e derrames, além de inibir a queima da gordura armazenada.

 Para piorar, ele retarda a produção da testosterona, favorecendo a perda de massa muscular, que é outro perigo para quem quer emagrecer, já que quem tem mais músculos, queima mais calorias.

 Para nos livramos deste perigo constante, as vezes é preciso relaxar, trabalhar menos, tirar férias regularmente, fazer atividade física e ter uma alimentação saudável.

 * Nutricionista Funcional e Personal Diet Funcional

 

 

 

 

agosto 28, 2009 at 9:26 pm 1 comentário

Ficar sem comer engorda

 *Carina Tafas

Explicações científicas já comprovaram que o que mais engorda numa dieta de emagrecimento é fazer regime, principalmente com restrições radicais em quantidade e qualidade.

Nossas necessidades calóricas precedem todas as outras do nosso organismo, principalmente para a manutenção de energia para o cérebro. Com um consumo reduzido de calorias, abaixo das necessidades daquele indivíduo, o organismo dispõe de um sistema de segurança que poupa o principal estoque de energia (gordura) diminuindo seu consumo. Com isso, o corpo utiliza o glicogênio e proteína muscular como fontes de energia, transformando-os em glicose para ser utilizado pelo sistema nervoso central.

 

Numa restrição calórica radical, a perda de peso na balança será proporcionalmente maior de músculos e água do que de gordura.

As células musculares consomem mais energia do que o tecido de gordura, portanto, ao diminuirmos a massa magra mais do que deveríamos, começamos a gastar menos energia. Isso explica o que chamamos de “diminuir ou desacelerar o metabolismo”.

Ao retornarmos a alimentação normal e gastando menos calorias do que anteriormente, voltamos a engordar com mais facilidade, formando mais gordura do que antes.

Uma dieta de emagrecimento saudável, deve respeitar as necessidades individuais tanto em qualidade quanto em quantidade dos alimentos. O importante é a conscientização de que só emagrece com paciência e persistência.

Algumas dicas são básicas para o sucesso do emagrecimento:

  • Variar os alimentos

  • Fazer no mínimo 6 refeições por dia

  • Comer a cada 2/3 horas

  • Mastigar bem os alimentos

  • Comer devagar observando o que se está consumindo

  • Ingerir de 4 a 6 frutas por dia, de preferência com casca e bagaço

  • Consumir verduras e legumes diariamente

  • Não ingerir líquidos com as refeições. Só ingerí-los após 1:30h.

 

Não deixe de consultar um nutricionista. Ele é o profissional mais habilitado para ajudar nas melhores escolhas e soluções para o emagrecimento saudável.

Fonte pesquisada: Entendendo a Importância do Processo Alimentar, de Denise Madi Carreiro.

*Nutricionista Funcional e Personal Diet

ctafas@yahoo.com.br

 

 

março 26, 2009 at 2:57 pm Deixe um comentário

Integridade Intestinal: o segredo de uma vida mais saudável e prevenção de diversas doenças

* Carina Tafas

Um recente trabalho publicado pelo Medical Hipothesis, uma das mais conceituadas publicações científicas do mundo, demonstra a correlação estatística encontrada na população norte-americana entre a deficiência de três minerais – cromo, zinco e magnésio e quatro problemas de saúde: a depressão (em primeiro lugar), as alergias, as dores (principalmente lombares) e os distúrbios gástricos.

 

O carência alimentar destes minerais é fato, mas a má absorção parece ser a causa mais séria. As falhas escondidas nos processos digestivos e absortivos culminam numa cascata de ciclo vicioso de problemas de saúde, e devem ser investigados a fundo.

 

No Brasil, a situação não é muito diferente, já que à alguns anos, adotamos os mesmo hábitos alimentares dos norte-americanos. E os problemas aparecem constantemente nos consultórios de nutricionistas, gastroenterologistas, endócrinos, psiquiatras, ortopedistas e fisioterapeutas.

 

Muitas vezes a causa, lá no início, surgiu de uma deficiência crônica de algum destes minerais, e é onde começa a comprometer o sistema imunológico. Sem zinco, não há como fabricar linfócitos T, o que predispõe a infecções, viroses e alergias, e por isso as alergias aparecem apontadas na pesquisa.

 

Nosso intestino define o que vai ou não ser absorvido e é onde está o centro do equilíbrio do nosso organismo. Para que esta função ocorra, é necessário que o intestino esteja saudável, assim como todo o trato gastrointestinal. Nada adianta consumir vitaminas ou antioxidantes afim de melhorar a saúde se seu intestino não está adequado para absorver tudo isso. Você acaba perdendo tempo, dinheiro e acima de tudo, sobrecarregando os sistemas de eliminação do corpo.

 

Para que os nutrientes da alimentação sejam absorvidos ou até mesmo de uma suplementação, é preciso ter integridade intestinal!

 

Para alcançar a integridade intestinal, algumas dicas são fundamentais:

 

  • Comer com calma e perceber os alimentos

  • Beber muita água

  • Preparar os alimentos sem frituras e utilizar os temperos naturais

  • Prepara os alimentos de forma colorida e variada

  • Comer de 4 a 5 frutas diariamente

  • Consumir verduras e legumes diariamente

  • Dar preferência aos alimentos orgânicos (livres de agrotóxicos, pesticidas)

  • Dar preferência aos alimentos integrais ricos em minerais e vitaminas (incluindo zinco, magnésio e cromo)

  • Comer leguminosas diariamente (feijão, grão de bico, lentilha, quinua, ervilhas)

  • Comer de 3 em 3 horas

  • Repor probióticos para melhorar a flora intestinal

Fonte pesquisada: O Cérebro Desconhecido de Helion Póvoa

* Nutricionista Funcional  e Personal Diet

março 17, 2009 at 1:00 pm Deixe um comentário

Avalie sua Alimentação: teste para saber como anda sua saúde

*Carina Tafas 

 

Este teste avalia como anda sua alimentação diante de tantas dificuldades nos dias atuais. Comemos rápido, não mastigamos direito, bebemos líquidos com as refeições, fazemos lanches na hora do almoço, esquecemos de comer as frutas, e muitas vezes esquecemos de comer. Precisamos entender que a alimentação saudável é fundamental para nosso bem-estar físico e mental e principalmente para a prevenção de doenças.

Anote as letras e no final some cada uma delas.

1- Qual a quantidade de água você ingere por dia?

a) Não bebo água

b) Menos de 4 copos

c) Mais de 5 copos

 

2- Quantas vezes por dia você come?

a) 1 ou 2 vezes por dia

b) de 3 a 4 vezes por dia

c) mais de 5 vezes por dia

 

3- Quantas vezes por semana você faz o café da manhã?

a) Não faço o café da manhã

b) Nem todos os dias da semana, esqueço muitas vezes

c) Faço diariamente

 

4- Como costuma ser seu café da manhã?

a) Café preto e no máximo um biscoitinho

b) Café com leite, pão branco, margarina, frios

c) Frutas e sucos naturais, cereais integrais, tapioca, pão integral

 

5- Como costuma ser seu almoço?

a) Não faço esta refeição

b) fast food e lanches rápidos (sanduíche, por exemplo)

c) Arroz, feijão, carne, saladas e legumes

 

6- Quando você não tem tempo para almoçar o que faz?

a) Não como nada

b) Peço lanhes rápidos e como correndo na mesa do trabalho

c) Aguardo um melhor horário e saio para comer me preocupando em não exagerar

 

7- O que você costuma comer nos lanches?

a) Não costumo fazer lanches

b) Chocolates, pão, bolachas

c) Frutas, iogurte, barrinha de cereal, sementes oleagenosas, frutas secas

 

8- Você bebe durante as refeições?

a) Bebo mais de 2 copos

b) Bebo de ½ a 1 copo

c) Não bebo nada

 

9- Quantas vezes por semana você come carne vermelha?

a) Todos os dias

b) Em média de 4 a 5 vezes

c) Menos de 3 vezes

 

10- Você costuma comer sobremesa?

a) Sim, todos os dias

b) Algumas vezes por semana

c) Não como sobremesas, no máximo 1 vez no final de semana

 

11 – Quantas frutas você come por dia?

a) Nenhuma

b) No máximo 3

c) Mais de 4 frutas

 

12 – O que você costuma comer no jantar?

a) Nada

b) Massas, frituras, lanches, pão com frios

c) Arroz, feijão, carne magra, saladas, legumes

 

13 – Quantas vezes por dia você toma cafezinho?

a) Mais de 3 copinhos

b) 1 a 2 copinhos

c) Não bebo cafezinho

 

14 – Quando você faz atividade física, o que come antes?

a) Nada pelo menos 4 horas antes

b) Faço um lanchinho para não sentir fome

c) Faço uma refeição umas duas horas antes

 

15 – Quando come, você se sente:

a) Empachado de tanto comer e passa mal

b) Que exagerou um pouco e se sente assim quase todos os dias

c) Saciado e sem passar mal

 

16) Você evacua:

a) 1 a 2 vezes por semana

b) 3 a 4 vezes por semana

c) todos os dias

 

Resultado

Maioria A – PARE

Maioria B – ATENÇÃO

Maioria C – SIGA EM FRENTE

 

Maioria A

 

Pare e reflita mais sobre seus hábitos e o que anda fazendo com sua saúde. Negligenciar nossa alimentação não é nada bom, pois causa muitos problemas futuros. Uma alimentação desregulada pode levar à: obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, hipertensão, carências de vitaminas e minerais e muito mais. É bom lembar que uma alimentação saudável leva a maior qualidade de vida e bem-estar. Portanto, não perca mais tempo para seguir em frente na busca pela sua felicidade.

Maioria B

 

Atenção, sua alimentação está boa porém não o suficiente para ser a ideal. Olhe para os lados e analise seus hábitos. Algumas mudanças podem ser modificadas como evitar alimentos calóricos na dispensa, ou aqueles pobres em nutrientes, comer mais frutas e legumes diariamente ou até mesmo abandonar o refrigerante ou suco artificial. Analisando bem os dois lado da balança, você vai perceber que uma alimentação saudável traz mais benefícios à saúde, e você não vai se arrepender em optar por ela.

Maioria C

Você mostrou que é capaz de fazer escolhas inteligentes e equilibradas. Cuidar da saúde é fundamental para a prevenção de doenças e obtenção de uma vida feliz. Não descuide e siga em frente.

 *Nutricionista Funcional e Personal Diet

ctafas@yahoo.com.br

março 11, 2009 at 7:21 pm 3 comentários

Entenda um pouco mais sobre a Anemia Ferropriva: a desordem nutricional mais comum no mundo.

* Carina Tafas

 Cerca de 1/3 da população mundial têm carência de ferro. Tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvido.

 A Vitamina C é o mais potente promotor de absorção de ferro

No Brasil 30% das gestantes e 50% das crianças apresentam esta deficiência, que pode aumentar o risco de parto prematuro e anormalidades no desenvolvimento cerebral do feto e comprometer o desenvolvimento cognitivo e o aprendizado em crianças.

O ferro é fundamental para que diversas funções no corpo aconteçam, assim como para a construção das hemácias. Quando falta ferro no organismo, o estoque (que se chama ferritina) vai sendo utilizado para fornecer ferro para a produção de hemácias. Quando o estoque de ferro reduz, a produção de hemácias cai e pode surgir a anemia.

O que acontece com a redução de ferro no organismo?

  • A pessoa fica pálida, pois ocorre uma redução das hemácia que são as células vermelhas.

  • Diminuição do sistema imunológico

  • Fissura nos cantos dos lábios

  • Pode ocorrer alterações na pele e nas unhas

  • Queda de cabelo

  • Cansaço

  • Tontura

  • Fraqueza

  • Indisposição

  • Falta de apetite

  • Pode haver depressão

A deficiência de ferro é a principal razão para a instalação da anemia ferropriva, porém não é a única. Outras causas devem ser avaliadas, como: insuficiência renal crônica, hipotireoidismo, câncer, doenças inflamatórias, deficiência de outros minerais, situação gástrica (estômago) e intestinal, hemorragias, gestação, perda crônica de sangue pela menstruação, cirurgia de redução de estômago.

A vitamina C potencializa a absorção de ferro, portanto o consumo é interessante junto ao almoço e jantar. O consumo de 75 mg de vitamina C aumenta a absorção do ferro em três a quatro vezes. Veja na tabela alguns alimentos ricos em Vitamina C.

Já o cálcio inibe sua absorção, portanto molhos brancos, queijos e nata (ricos neste mineral) podem contribuir para piorar o estado nutricional de ferro e devem ser evitados durante as principais refeições.

Outros antagonistas neste caso, são os fitatos e os polifenóis. Os primeiros, presentes em diversas sementes e grãos, prejudicam a absorção do ferro. Já os polifenóis, apesar de estarem associados com efeitos benéficos contra doenças cardiovasculares, podem se ligar ao ferro e dificultar sua absorção. Alguns dos polifenóis mais comuns são os taninos, as catequinas e isoflavonas. Cabe evitar o uso de chá verde, chimarrão, chá preto, cacau, café e chás de ervas próximos às refeições que contenham ferro.

Existe também o problema da falta de acidez gástrica que também prejudica a absorção do ferro. Em estado normal, nosso estômago deve ser ácido, mas alguns defeitos da alimentação podem deixá-lo mais alcalino (menos ácido) e contribuir para a deficiência do ferro. O uso de antiácidos e a carência de zinco, por exemplo, também podem contribuir para a redução da produção de ácido clorídrico no estômago.

 

Alimento

Quantidade

Vitamina C (mg)

Goiaba crua

½ unidade

188

Pimentão vermelho cru

½ xícara

142

Pimentão vermelho cozido

½ xícara

116

Quiuí

1 médio

70

Suco de laranja

¾ xícara

61 a 93

Pimentão verde cru

½ xícara

60

Mamão (papaia) médio

¼

47

Brócoli cozido

½ xícara

37

Abacaxi cru

½ xícara

28

Couve-flor cozida

½ xícara

28

Manga crua

½ xícara

23

Fonte pesquisada: Alimentação sem carne (guia prático) de Eric Slywitch

*Nutricionista e Personal Diet

ctafas@yahoo.com.br

 

março 5, 2009 at 4:10 pm Deixe um comentário

O consumo excessivo de alguns alimentos pode levar à carência de minerais

 * Carina Tafas

 

Alguns compostos alimentares podem inteferir negativamente na absorção de alguns nutrientes importantes para a nossa saúde, são os chamados efeitos antinutricionais. Algumas dicas podem ajudar a amenizar estes efeitos. Um dos compostos antinutricionais encontrados nos alimentos são os fitatos.

Vilões ou mocinhos?

Os fitatos dificultam a absorção de alguns nutrientes como cálcio, ferro e zinco, e estão presentes nas sementes, como grãos dos cereais e das leguminosas (soja, feijões), trigo em grão, gergelim, amendoim, batata inglesa e batata-doce. Por outro lado, estes alimentos são benéficos à nossa saúde, pois reduzem o colesterol e triglicerídeos, controla o excesso de ferro no intestino (que forma radicais livres), previne o câncer de cólon. Além disso, os fitatos reduzem a toxicidade de metais pesados como cádmo e chumbo, já que inibem sua absorção.

Uma dica interessante para quem sofre de deficiência de algum destes minerais, ou até mesmo está com anemia ou osteoporose, é deixar os grãos de molho antes de consumí-los. Faça com feijões, lentilha, linhaça, grão de bico, amendoim, gergelim, dentre outros

Deixe os grãos de molho na água por 8 a 12 horas e depois despreze esta água. Como é solúvel em água, parte do fitato vai embora. Outra dica é ingerir vitamina C (frutas como laranja, limão, manga, goiaba, acerola, etc), pois reduzem os efeitos dos fitatos. Pingue uma gotinhas de limão em sua comida!

*Nutricionista Funcional e Personal Diet

ctafas@yahoo.com.br

 

 

fevereiro 27, 2009 at 4:59 pm 1 comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Alimentação Saudável

É natural que hoje em dia, com a dinâmica acelerada de vida, as pessoas necessitem de auxílio na hora de gerenciar sua alimentação.

Buscando colaborar com sugestões, o Blog Palavras Nutritivas, informará o leitor com dicas simples e úteis que podem ser aplicadas facilmente no seu dia a dia.

Seja Bem Vindo! Comentários, sugestões e críticas são bem vindas!

A nutricionista

Agenda de Posts:

abril 2015
S T Q Q S S D
« jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.