Posts tagged ‘personal diet brasília’

Os Super alimentos para o seu coração.

Frutas vermelhas para a saúde cardiovascular

* Carina Tafas

Comece o dia com aveia, pois este cereal é rico em ácidos graxos ômega 3, folato e potássio, além de fibras que reduzem os níveis de LDL-colesterol  e ajudam a manter as artérias limpas. Opte por aveia grossa e não a farinha ou farelo fino.

O Salmão é um super alimento pois assim com a aveia, é ainda mais rico em ômega-3, que efetivamente ajuda a reduzir a pressão arterial  por ser anti inflamatório e anti coagulante. Duas porções por semana, podem reduzir a seu risco de morrer de ataque cardíaco em até um terço. Além disso, o salmão contém um carotenóide astaxantina, que é um poderoso antioxidante. Mas não esqueça de escolher o salmão selvagem, ou seja, aquele que não seja criado em fazendas, o que pode ser embalado com pesticidas, inseticidas e metais tóxicos. Outro peixes oleosos como a cavala, arenque, sardinha e atum dará ao seu coração o mesmo impulso.

Inclua o abacate na vitamina ou na salada para a quantidade de gorduras  saudáveis para o coração. Rico em gorduras monoinsaturadas, esta fruta ajuda a baixar os níveis de LDL-colesterol, aumentando simultaneamente os níveis de HDL-colesterol. Abacates são impressionantes!!! Eles permitem a absorção de outros carotenóides, principalmente beta caroteno e licopeno, que são essenciais para a saúde do coração.

Outro óleo de alto valor nutricional é o da oliva, pois auxilia na redução do LDL e no desenvolvimento de doenças cardíacas. Segundo uma pesquisa  realizada em Creta, verificou que apesar dos homens apresentarem elevada taxa de colesterol,  poucos morreram de doença cardíaca, pois sua dieta é rica em azeite de oliva extra virgem com alto poder antioxidante.

As nozes , amêndoas, castanhas e macadâmia, são sementes oleaginosas carregadas  de gorduras saudáveis, as mono e poliinsaturadas. Alem de serem ricas e fibras que aumentam a saciedade na hora de um lanchinho.

As frutas vermelhas como mirtilos, framboesas, morangos, uva e suco de uva integral, são ricos em substâncias antiinflamatórias, que reduzem o risco de doenças cardiovasculares e câncer, são excelentes para a saúde vascular e cerebral.

Leguminosas como lentilhas, grão de bico, feijão são ricos em ácidos graxos ômega 3, cálcio, proteínas e fibra solúvel. Ingredientes que conferem boa saúde cardiovascular.

O espinafre pode ajudar a manter seu relógio em forma graças a sua quantidade de luteína, folato, potássio e fibras. Mas outros vegetais, também são importantes para o seu coração.  Consuma duas porções de vegetais ao dia.

Linhaça, esta sementinha tão pequena mas tão cheia de nutrientes antioxidantes, como ômega-3 e 6, lignanas e fibras. Uma pitada por dia deixa seu coração mais protegido de qualquer mal. Uma colher de linhaça triturada no hora do almoço, ajuda a diminuir a absorção de gorduras e carboidratos.

A soja pode diminuir o colesterol e uma vez que é pobre em gordura saturada, é uma ótima fonte de proteína magra para uma dieta saudável.  O leite de soja é complemento excelente para uma tigela de cereal de aveia e grãos integrais na café da manhã.

*Nutricionista Clínica Funcional

fevereiro 1, 2011 at 5:44 pm Deixe um comentário

Quer melhorar sua imunidade? Coma mais alimentos fontes de zinco

  Este mineral faz parte de mais de 300 enzimas, sendo essencial para que inúmeras reações químicas ocorram no nosso organismo. Sua maior importância está para o bom funcionamento imunológico, assim como para o crescimento de fetos e crianças.

 A deficiência de zinco pode ser detectada pela análise de sinais e sintomas, pois a dosagem no sangue não é um método confiável para se avaliar o status nutricional do mineral, já que o organismo faz de tudo para manter seus níveis sanguíneos.

 O zinco está presente em maior quantidade nas carnes vermelhas magras, cereais integrais e feijões.

 Fique atento, pois alguns sinais podem representar sua deficiência como: queda de cabelo, perda de apetite e paladar, retardo de crescimento em crianças, atraso no desenvolvimento sexual e ósseo, entre outros.

 Cuidados na alimentação também são importantes para melhor absorção e biodisponibilidade do mineral.

 Carina Tafas

Nutricionista Funcional e Personal Diet

dezembro 9, 2009 at 1:36 pm Deixe um comentário

Leptina – Hormônio do emagrecimento x Intestino

   A ciência e as pesquisas médicas têm demonstrado através de estudos recentes a importância do sistema gastrointestinal e mais especificamente do intestino, para a manutenção da saúde e do bem estar. O intestino passou a ser reconhecido como um ”órgão inteligente” por sua capacidade de selecionar entre o que comemos, o que nos é ou não útil, e por ser o único órgão do corpo humano capaz de executar funções independentemente do Sistema Nervoso Central, chegando a ser recentemente denominado por especialistas como um ”segundo cérebro”. 80% do nosso potencial imunológico esta presente neste órgão, como também o hormônio de crescimento que combate os sintomas do envelhecimento.

Alguns hormônios secretados pelo eixo cérebro intestinal, podendo citar a colecistoquina , a leptina e polipeptídio Y, são poderosos agentes de saciedade, conseqüentemente bloqueando a obesidade. A leptina é responsável pela magreza, promovendo menor ingestão alimentar e incrementando o metabolismo energético e regulando o metabolismo de glicose e de gorduras. A leptina também é formada no epitélio intestinal, isto poderia explicar porque as mulheres com problemas intestinais e diminuição da leptina, têm mais obesidade.

Carina Tafas

Nutricionista Funcional e Personal Diet

dezembro 9, 2009 at 2:28 am Deixe um comentário

Óleo de Coco extra virgem

Trabalho brasileiro coordenado pelo Prof. Haroldo S Ferreira procurou demonstrar os efeitos do consumo de 30ml de óleo de côco extra virgem em mulheres (comparando com grupo que tomou 30ml de óleo de soja) e sua relação com medidas antropométricas e bioquímicas. Os resultados demonstraram perda de peso, redução do IMC, redução de colesterol e aumento do HDL no grupo que usou óleo de côco. Um dos pontos discutidos no trabalho foi que o óleo de côco conseguiu promovar maior liberação de insulina, o que realmente se vê em vários outros trabalhos que os ácidos graxos saturados, especialmente o ácido laurico (mais prevalente no côco), podem provocar este efeito. Detalhe: a dieta das participantes se tornou hipoglicídica com os óleos, portanto não foram os carboidratos que provocaram liberação da insulina. Um ponto importante a ser observado é que há trabalhos que mostram que os ácidos graxos de cadeia média podem aumentar o colesterol, porém a participação de compostos fenólicos do óleo de côco extra virgem podem ser determinantes nos efeitos positivos nos estudos em que o óleo é investigado. Ou seja, se for para consumir, tem que ser extravirgem, e não TCM puro ou leite de côco (pasteurizado), ou mesmo comer a “carne” do côco, que inclusive é rica em fibras. Importante também foi observar no trabalho que o grupo que usou óleo de soja teve redução significativa de HDL, o que está relacionado ao alto consumo de ácido graxos ômega-6 da soja. Outro fator fundamental, é que as moléculas de triacilgliceróis (triglicerídios) que são incorporadas nas células adiposas são pobres em gordura saturada de cadeia média, e estes ácidos graxos não necessitam de carnitina para serem oxidados nas mitocondrias, portanto se induz á perda de gordura e oxidação desta gordura, reduzindo o IMC e circunferência abdominal.

Carina  Tafas

Nutricionista Funcional e Personal Diet

dezembro 8, 2009 at 10:05 pm Deixe um comentário

Stress demais engorda.

Controlar e saber administrar as tensões do dia-a-dia, ajudam a manter as células de gordura sob controle.

 * Carina Tafas

dicas-para-nao-ficar-estressado-no-transito[1]A população sofre hoje em dia de um “distúrbio” conhecido popularmente como stress. Este grande vilão, que atinge 70% da população brasileira, está causando sérios problemas de saúde, pois mexe com nosso organismo muito mais do que se pensa.

 Os prejuízos do stress à saúde, vão além das atitudes agressivas, de “arrancar” os cabelos com a empregada, de brigar por coisas banais, xingar o marido por causa do futebol, acordar de mau humor, etc. O stresse pode trazer prejuízos também, para as pessoas que brigam com a balança.

 O problema, é que durante o período do stress produzimos hormônios que arruínam nossos esforços em manter-nos na linha. Um dos hormônios, o cortisol, que é o grande responsável pela oscilação da balança, desperta a fome e a vontade incontrolável de comer doces. Ele interfere nas substâncias produzidas no organismo para controlar o apetite (grelina) e a saciedade (leptina).

 Um ou dois dias de tensão não faria mal a ninguém, porém, é cada vez mais comum depararmos com pessoas que vivem a flor da pele em casa, pisando em ovos no trabalho, enfrentando trânsitos de mais de 2 ou 3 horas todos os dias, enfim, enfrentando situações stressante diariamente.

 Com isso, este aumento da produção do cortisol, vai provocando o acúmulo de gordura do tipo mais perigoso, a que se concentra na barriga, aumentando a hipertensão, diabetes, infartos e derrames, além de inibir a queima da gordura armazenada.

 Para piorar, ele retarda a produção da testosterona, favorecendo a perda de massa muscular, que é outro perigo para quem quer emagrecer, já que quem tem mais músculos, queima mais calorias.

 Para nos livramos deste perigo constante, as vezes é preciso relaxar, trabalhar menos, tirar férias regularmente, fazer atividade física e ter uma alimentação saudável.

 * Nutricionista Funcional e Personal Diet Funcional

 

 

 

 

agosto 28, 2009 at 9:26 pm 1 comentário

Vitamina da Longevidade. Será que você está carente dela?

 

Carina Tafas*

 

Saiba mais sobre a vitamina D e seus benefícios para a saúde.

Cientistas descobriram que mais de 2 mil genes são regulados por esta vitamina, além disso, quem aposta no seu consumo, está também combatendo a resistência à insulina, diabetes, osteoporose, hipertensão, problemas cardíacos, depressão, complicações na gravidez, defeitos congênitos, cânceres, esclerose múltipla e aumentando seu potencial imunológico.

 Pesquisadores da Universidade de Boston afirmam que sem vitamina D suficiente, seu corpo não funciona como deveria.

 Uma pesquisa realizada em São Paulo, avaliou 619 paulistanos e apontou que, na estação fria, 80% das pessoas tinham deficiência de vitamina D no sangue. No calor, este percentual caiu para 40%. Tudo isso porque a luz solar tranforma uma molécula de colesterol em uma espécie de pré-vitamina D, a qual é capaz de fazer tantas caisas pelo organismo. Porém uma dica: não é preciso torrar ao sol, uma pessoa de pele clara, necessita de 7 minutos ao sol, expondo 15% do corpo, para produzir a necessidade diária.

 Além do sol, alguns alimentos apresentam este nutriente, porém em poucas quantidades, o que seria necessário, em alguns casos, de suplementação oral.

 Alguns alimentos que contém vitamina D: salmão, atum, ovo, leite, etc.

* Nutricionista Funcional e Personal Diet Funcional

 

agosto 27, 2009 at 10:03 pm Deixe um comentário

Enxaqueca: essa dor não sai de sua cabeça?

Se você sofre do grave tipo de dor de cabeça, conhecido como enxaqueca, preocupe-se especialmente com sua alimentação.

*Carina Tafas

 

Os estudos mostram que uma pessoa a cada cinco sofre dela. Além de dor de cabeça forte, a crise de enxaqueca pode vir acompanhada de uma série de outros sintomas, como náuseas, vômitos, tonturas, visão embaçada, formigamentos pelo corpo, etc.

Sabe-se que vários fatores podem desencadear as enxaquecas, entre elas: mudanças de temperatura, intensidade da luz, odores, ciclos menstruais, alergias alimentares, etc, no entanto, a alimentação é o único fator que se pode controlar. Certas mudanças alimentares podem beneficiar o paciente no tratamento das enxaquecas, pois existem alimentos que estão por trás da causa deste desconforto.

Acredita-se que todas as suas dores de cabeça, tanto as chamadas sinusites quanto às associadas à tensão e ao estresse ou as temidas enxaquecas, podem ser provocadas por compostos presentes no alimentos consumidos no dia-a-dia. Segundo David W. Buchholz, diretor da Clínica Neurológica do Johns Hopkins Hospital, evitar estes alimentos culpados talvez seja essencial para a prevenção da dor de cabeça. 

  Segundo os estudiosos, um único fator isolado raramente provoca a dor de cabeça. Geralmente é quando esta associado a outro fator que ela aparece. Por exemplo, se você bebe uma taça de vinho tinto, pode não desencadear a dor, porém se estiver associada a um dia estressante, a dor pode aparecer. A quantidade de comida também é importante. Um pedaço de chocolate pode não provocar dor de cabeça, mas uma caixa inteira sim.

Alguns alimentos são desencadeantes de crises de enxaqueca para alguns portadores da doença. São eles:

  • bebidas alcoólicas
  • alimentos contendo aspartame
  • glutamato monossódico (que serve para enriquecer o sabor, sendo muito usado na cozinha chinesa)
  • frutas cítricas 
  • chocolates,
  • queijo curado
  • iogurte
  • bacon
  • carnes processadas defumadas e curadas (embutidos, salsichas, bacon, salame, mortadela). Estes contêm nitritos que têm ação direta no cérebro de indivíduos geneticamente propensos. 
  • cafeína (café, chá, chá gelado, coca-cola, etc)
  • enlatados 

Tão importante quanto evitar o alimento errado, é não deixar de se alimentar. Ficar muito tempo sem comer leva a uma baixa do açúcar no sangue (hipoglicemia). 

Dicas da Nutricionista:

  • Coma 3 refeições bem balanceadas todos os dias. Nunca deixe a fome chegar. 
  • Evite “pular” refeições. 
  • Faça no mínimo 6 refeições diárias.
  • Consuma gengibre, na forma de chá ou nas preparações, pois ajudam a controlar respostas inflamatórias , agindo de forma bastante semelhante a aspirina, bloqueando a síntese de prostaglandina e levando à redução da inflamação e da dor.
  • O óleo de peixe também é interessante pela presença de ômega 3 que também atua como anti-inflamatório cerebral. 
  • Tenha uma alimentação balanceada, rica em nutrientes.

CONSULTA BIBLIOGRÁFICA: Alimentos – O melhor remédio para a boa saúde, de Jean Carper

* Nutricionista Funcional e Personal Diet

junho 24, 2009 at 4:04 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Alimentação Saudável

É natural que hoje em dia, com a dinâmica acelerada de vida, as pessoas necessitem de auxílio na hora de gerenciar sua alimentação.

Buscando colaborar com sugestões, o Blog Palavras Nutritivas, informará o leitor com dicas simples e úteis que podem ser aplicadas facilmente no seu dia a dia.

Seja Bem Vindo! Comentários, sugestões e críticas são bem vindas!

A nutricionista

Agenda de Posts:

junho 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930